#FibreShare

Passeando pelo feed do Instagram no final de janeiro deste ano, me deparei com uma espécie de amigo secreto no qual pessoas de todo o mundo trocam fibras entre si. Perguntei a uma amiga que está antenada com estas coisas se ela já tinha participado e ela disse que não.

Mas a curiosidade tocou mesmo assim. Fiz a minha inscrição quase no último dia (ou literalmente no último). E esperei ansiosamente para saber quem eram as minhas parceiras de fibra. Assim como num amigo secreto, no FibreShare uma das pessoas te presenteia e você manda o presente para a outra parceira.

O mais legal é que quem participa sabe quem é a pessoa que te pegou.  Respeitando as regras básicas da brincadeira, como o envio de 200g de fibras, nasce aí uma grande aventura de escolher fios e/ou fibras e outras coisinhas mais.

Para não errar, eu conversei muito com a minha parceira. Ela é da Suécia, de uma cidade que dar inveja pelas belas montanhas, e queria que gostasse muito da minha caixa. Então escolhi alguns fios do meu estoque pessoal e mandei fios brasileiros de algodão para ela. Além de muito mimos, como marcadores de pontos, sacolas craft, botões e outras coisinhas.

Apesar do custo do envio, o pacote chegou muito rápido na Suécia e fiquei muito feliz ao saber que ela tinha gostado dos presentes.

O meu pacote demorou um pouco para chegar. E nós sabemos que o motivo é a grande demanda de pacotes vindos do exterior aliados à falta de profissionais na Receita Federal e nos Correios.

Mas antes tarde do que nunca, meu pacote chegou! Lindo e formoso (e aberto nos Correios) com várias coisas maravilhosas.

Eu ganhei três novelos de lã que acho que vão para aquela coleção “Tenho dó de usar”. Um deles é um fio da Drops Design chamado Air (70% alpaca, 23% poliamida, 7% lã), fabricado ali, ali no Peru. Lima a capital do Peru a 3.273 km de Curitiba. A cidade da minha amiga na Dinamarca, fica a 10.527 km de Curitiba… Eu nem preciso dizer nada sobre isso, né?

Mas vamos voltar a falar dos outros presentes. O segundo novelo é de um fio 100% lã da marca Hjerte Garn, chamado Incawool. Ele é um azul cor de céu maravilhoso. Este novelo tem 100g e aproximadamente 160 metros. E o terceiro novelo também é de lã 100% da marca Kayuni (e se eu não estou enganada) o modelo da lã é Strikkefasthed com aproximadamente 160g e 400 metros (uhuuuu vai ter xale, se eu tiver coragem. Sou dessas apegadas).

Os dois últimos fios são dinamarqueses! Que luxo!

Ainda de fibra veio um kit para bordado da Fru Zippe. A tela para bordar parece uma mini talagarça e o fio é lã.

Para fechar o pacote com chave de ouro, eu ganhei um livro de pintar mandalas, um crochê que eu acredito ter sido feito pela minha amiga, seis termocolantes (coisas que tricoteiras amam), cookies dinamarqueses e um cartão muito lindo!

Foi demais participar de tudo isso! E eu quero de novo!

Aliás, se você se interessou as inscrições para próxima edição já estão abertas e duram poucos dias. (Até dia 19/05/2018, se não estou equivocada)

Se você quiser acompanhar tudo sobre o FibreShare, sugiro fortemente que siga o perfil deles no Instagram: https://www.instagram.com/fibreshare/

Agora se quiser fazer a inscrição já, o link é o seguinte: https://www.fibreshare.org/sign-up/ (sim, tem que pagar para se inscrever)

 

Quem quiser saber mais sobre o FIbreShare, eu deixei uma história fixa no meu perfil do Instagram. É só clicar aqui: https://www.instagram.com/flordeiris_handmade/

Anúncios

One thought on “#FibreShare

Deixe seu comentário:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s